Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Melhor Política

Melhor Política

Um país a perder tempo com um treinador de futebol.

Dezembro 29, 2021

Sérgio Guerreiro

8C8C9AD4-4093-4139-800B-1104BE8C46E3.jpeg

A saída de Jorge Jesus como treinador do Sport Lisboa e Benfica, “paralisou” o país. A notícia é capa de jornais, abertura de noticiário em horário nobre e vários foram os comentadores desportivos que se apressaram a analisar as causas da saída de JJ.

Confesso-vos: a meio da tarde, pedi no escritório para desligar a televisão na sala de espera; e não valia a pena mudar de canal, todas as televisões nacionais “ debatiam” o assunto “Jorge Jesus.”

 

Será assim tão importante para o país o tema de uma mera rescisão contratual por mútuo acordo num clube de futebol para que seja assunto do dia? Ou de dias talvez.

 

Sabemos que o mundo da “bola” move grandes paixões e movimenta milhões, mas creio, que se está dar demasiada importância a um assunto que não o é, e isto diz muito do nosso país e da própria função da comunicação social que nos vai “entretendo” com diretos à porta dos locais de treino interrompendo notícias sobre a evolução do estado da pandemia e outras questões que possam realmente ter interesse colectivo.

 

Recuemos, sobre esta matéria, (a importância de um treinador de futebol ) quatorze anos no tempo.

 

Em setembro de 2007, o antigo primeiro ministro, Pedro Santana Lopes, tinha sido convidado pela SIC Notícias para comentar o estado do PSD até ao momento em que foi interrompido para um direto que acompanhava a chegada de José Mourinho a Portugal. No reatamento da conversa, Santa Lopes decidiu que não tinha mais condições para continuar e saiu.

 

“Eu vim com sacrifício pessoal e sou interrompido por causa da chegada de um treinador de futebol… Acho que o país está doido. Não vou continuar a entrevista, acho que as pessoas têm de aprender”, disse Santana Lopes

 

Na verdade, quatorze anos depois, tudo de mantém na mesma.

 

O país continua perder tempo com assuntos que não são verdadeiramente coisa nenhuma e nós somos “bombardeados” até à exaustão como se de uma catástrofe nacional tivesse acontecido.

 

Um país em que os telejornais abrem com a notícia de uma rescisão de um contrato de trabalho entre um treinador e um clube de futebol, não pode ser levado a sério e a comunicação social que tem aqui o papel mais importante de todos deverá repensar a utilidade da informação que é dada.

 

Informar sobre resultados, sobre os negócios escuros em que o mundo da bola está mergulhado e como o seu poder pode influenciar em grande parte a sociedade, é e deve ser totalmente aceitável que sejamos informados mas tudo isto é totalmente desnecessário.

Vamos lá de uma vez por todas dar importância às coisas que realmente são importantes e que nos deve manter o foco naquilo que temos pela frente.

 

E o que temos pela frente é um país onde todos vivemos que precisa que lhe falem sobre o aumento generalizado de preços que os portugueses irão pagar pelos serviços que usam no dia-a-dia, desde a eletricidade, passando pelos transportes e portagens e telecomunicações, até às rendas.

O que temos pela frente é saber como podemos mudar o curso de uma nação que não prospera, que não cresce e que vai ficando cada vez mais longe do horizonte da esperança.

O que temos pela frente é combater um socialismo que nos vai empobrecendo dia-a-dia.

 

Que me desculpem, mas os assuntos do Benfica, do Sporting ou do Porto, só interessam aos seus adeptos e não ao país real onde todos os dias milhares de pessoas acordam para ir trabalhar sem saberem até quando, onde aumenta a pobreza e as pessoas sem tecto para viver.

O que realmente interessa, é reflectir se discutir durante um dia inteiro a saída de Jorge Jesus, é mesmo importante para o desenvolvimento do país.



 

 

A Operação “ Lex” que o Porta Voz de Luís Filipe Vieira não entende!

Setembro 19, 2020

Sérgio Guerreiro

00BC50D4-4F14-4F8F-B901-DF41BBEF6980.pngQuem ouviu as declarações do porta voz de Luís Filipe Vieira, ficou sem perceber nada do crime que o ainda Presidente do Sport Lisboa e Benfica é acusado.

Propositadamente, ou não, João Gabriel quis confundir isto tudo. Falou muito mas não disse nada.

Luís Filipe Vieira é acusado do crime de recebimento indevido de vantagem e sobre isto, João Gabriel, o porta voz de Luís Filipe Vieira, nada disse.
Mas afinal o que é o crime de recebimento indevido de vantagem pelo qual Luís Filipe Vieira está agora acusado no caso da “Operação Lex”?
A questão é só esta.
Luís Filipe Vieira, na qualidade  Presidente do Benfica aproveitando esse facto e a amizade que tem com o Juiz Desembargador Rui Rangel alegadamente teria pedido  ao Juiz que este intercedesse junto de uma sua colega, Juíza em Sintra, para que esta despachasse um processo pessoal  que corria naquele Tribunal Administrativo e Fiscal a troco de um cargo futuro no clube da Luz.
Dirão alguns: quem nunca pediu um " favorzinho" a alguém para que alguém despachasse aquele papelinho que anda há meses perdido numa secretária de alguém com " poder"? É certo que sim. Este tipo de crimes são 
praticados todos os dias mas com uma "pequena" diferença; serão cidadãos comuns que não terão muitas amizades com Juizes e muito menos serão Presidentes de um qualquer clube futebol. Não é por isso que deixa ser punível. O cargo que se ocupa e a sua dimensão são vectores inaleinaveis de um determinado comportamento social. Ser Presidente de uma Instituição seja ela qual for, trará certamente um maior peso social, ainda para mais numa Instituição como o Benfica.

Alegadamente 
Rangel, pediu então a um terceiro que este contacta-se a Juíza do TAF ( Tribunal Administrativo e Fiscal ) de Sintra.
Ou seja, alegadamente e pela mensagens (sms) trocadas entre ambos e agora divulgadas na comunicação social, vêm mostrar a prova clara e inequívoca da prática do tal crime de recebimento indevido de vantagem.
E a vantagem aqui recebida, foi que o processo de Luís Filipe Vieira , passa-se à frente dos demais.
Quando todos nós, aguardamos anos e anos por uma decisão, o Presidente do Benfica tirando alegadamente vantagem dessa qualidade e da amizade que o une a Rangel ( seu antigo opositor ) consegui a decisão.
No crime de recebimento indevido de vantagem a sua “ consumação” basta a intenção, i.e, supondo que Rui Rangel não aceita o pedido de Luís Filipe Vieira o crime está lá tal e qual mas neste caso alegadamente o crime está consumado em toda em linha. O que pediu o favor ( Luís Filipe Vieira) e aquele que fez o favor ( Rui Rangel).

Sobre o crime de que agora Luís Filipe Vieira é acusado, o Porta Voz do Presidente do Benfica não disse uma palavra afirmando somente  este não pagou nada a ninguém e por aí fora.
Mas este não é o tema de que se centra  a acusação. A questão de fundo é de outra ordem e é só esta:
Houve ou não a prática de crime de recebimento indevido de vantagem praticado por Luís Filipe Vieira pelo motivos atrás expostos ? 
Luis Filipe Vieira viu o seu processo ser despachado de uma forma mais célere passando à frente dos demais, pedindo " um favor " a um amigo ou não? São estes os factos.

João Gabriel, sobre isto nada disse nem referenciou este facto confundido tudo e todos sobre este processo, dizendo assim umas "coisas",  fazendo passar uma mensagem totalmente errada sobre a acusação que recai sobre Luís Filipe Vieira.

É certo que a figura central deste processo “Lex” está longe de se centrar no Presidente do Benfica, ele tem acento na figura principal do Juiz Rui Rangel.

Esperava-se que o Porta Voz de Luís Filipe Vieira, fosse mais inteligente nas suas afirmações e não fazer de nos “ tótós” porque tudo o que por ele foi dito nada tem que ver com a acusação.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub