Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Melhor Política

Melhor Política

“Se a situação for considerada incompatível com as minhas funções, escolherei a mulher que amo”.

Junho 30, 2021

Sérgio Guerreiro

910EB0C4-2980-40D5-B13C-4723D5E706A7.png

A história de Francisco Sá Carneiro e de Snu Abecassis é daquelas que todos nós devemos conhecer.

 

Os factos, remete-nos para  uma época onde na sociedade portuguesa e para o casamento não podia haver outra saída senão mantê-lo a todo custo. Tinha que ser assim.  Historicamente,  a evolução da noção do amor e da figura  jurídica do casamento,  conhecida cono até aqui, confunde-se com a história de Franciso Sá Carneiro e de Snu Abecassis.

 

O homem que podia ter mudado o rumo da política nacional, chocou o país quando decide entre o poder e amor. Um país que se revia em valores tão tradicionais como o casamento onde a família era pilar fundamental para a nação viu toda a sua estrutura histórica abalada por uma figura política que veio desafiar em nome do amor, as leis do costume. 


Um país chocado com a poesia da açoreana Natália Correia e pela a sua maneira de ser, chegando mesmo a afirmar que a história de Sá Carneiro e Snu Abecassis teria sido uma revolução como foi o 25 de Abril de 1974.

 

Sem medo do escândalo, o amor de Francisco Sá Carneiro e de Snu Abecassis, abalou todo um sistema político que se viu obrigado a ponderar entre o afastamento de um político e a sua continuidade, caso este continuasse a manter uma relação com a editora da Dom Quixote.

Uma nação saída  de uma ditadura em que a ética e os valores estavam de tal maneira enraizados onde não era permito amar em liberdade e em verdade, tendo inclusivamente o poder da igreja ter que interferir na questão de Francisco Sá Carneiro na impossibilidade do seu divórcio.

 

Snu Abecassis, Dinamerquesa, chegada com 21 anos a Portugal em 1961, filha de pais separados, aguentou ainda assim o choque cultural. Portugal não era a Dinarmarca, tudo era diferente como até hoje é. 

 

Entre o poder e o amor Francisco Sá Carneiro, um homem à frente do seu tempo, consegui por toda uma sociedade sedenta de mudanças, a repensar a sua forma estar e de actuar.

 

O que poderia ter acontecido depois ninguém sabe , mas o que podemos concluir é simples: Portugal mudou e houve um homem que desafiou a normalidade da sociedade de então, pondo em causa os costumes e as mais tradicionais regras nunca antes postas publicamente em causa, querendo o destino que esta história tivesse um fim a 4 de dezembro de 1980 como são sempre as mais belas histórias de amor. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub