Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Melhor Política

Melhor Política

Quando custa o PCP? É barato. Custa só uma festa!

Maio 09, 2020

Sérgio Guerreiro

E360867E-D351-45BA-9332-479F1A07480C.jpegOs concertos de verão e análogos estão proibidos até 30 de Setembro, mas António Costa pondera e admite a realização deste ano de 2020 da Festa do Avante. “ Não nos passa pela cabeça proibir actividade política” disse esta sexta-feira o Primeiro-Ministro a uma entrevista ao Porto Canal. Mas para que esta festa que “não é mero festival de música” se realize ter -se-à que respeitar as normas, tais como o distanciamento social e outras. Bem, como é que isto se fará? É lá com eles. António Costa só pondera a realização da festa que leva milhares de pessoas, comunistas e sem ser ( eu já la fui algumas vezes e gostei) . De qualquer forma todos sabemos a quantidade de pessoas que nos dias desta festa se junta na quinta da Atalaia no Seixal. Em circunstâncias normais, caberia à própria direção do Partido entender que ninguém morria pela não realização deste evento este ano mas custa-me a querer que quando a carvalhesa  tocar a malta não se junte toda em plena festa (um dos pontos altos das celebrações) aos  pulos e todos excitados. Quando lá fui aquilo até arrepiou, confesso. É na realidade uma grande festa e é uma grande celebração. Disso não há dúvida, até pela quantidade de pessoas que são aos milhares. Porque assim se vê a força do PC. Como se pode controlar isto ? Como se consegue numa festa desta natureza com milhares e milhares  de pessoas, fazer cumprir a regra do distanciamento social? As tasquinhas como é?  Malta, aquilo é giro, é, mas assim não vai ter piada nenhuma. Como é que se controla aquela gente toda? Não sei é lá com eles. Este ano não vou lá. Mas estarei por cá para ver como se irá cumprir por lá as normas de segurança. O que sei de muitos comunistas com quem tenho falado, é que eles não estão a achar piada nenhuma a isto da festa. Mas pronto. O PS deixa a festa acontecer e o PCP deixa o PS governar sem chatices. Quanto  à transferência do fundo de resolução de 850 milhões de euros sem que auditoria tivesse sido concluída, o PCP não diz nada e tem a sua merecida festa. Quando custa? Poucochinho! António Costa está cá para pagar.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub