Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Melhor Política

Melhor Política

Os abutres de câmara na mão

Junho 25, 2022

Sérgio Guerreiro

0DEAD0D5-4B86-4F2F-B89F-320572026D7C.png

Se é verdade que o caso da Jéssica abalou e chocou o país, também por parte de alguma comunicação social, foi de certa forma revoltante a tudo a que assistiu. Entre todos eles, era ver quem mostrava mais, quem explorava mais e quem poderia captar a melhor imagem ou recolher algum “ testemunho”.

O que aconteceu e o horror que nos foi relatado, mostra-nos que por um punhado de audiência vale tudo. Sem respeitar a dor social e sem proteger a comunidade, alguma comunicação social, espremeu a crueldade do acto até não dar mais.

Já não é a primeira vez que em casos semelhantes a comunicação social, de câmara em riste, vai atrás do sangue e da mais pura e ignóbil mísera humana.

Não pode haver complacência alguma para com quem pratica um crime desta natureza, mas não deve igualmente existir por parte da sociedade civil, nenhuma condescendência aos órgãos de comunicação social, que através da dor expõe e explora um qualquer horrendo crime.

Caberá à justiça dissecar os factos e a pena a aplicar aos culpados, mas caberá à sociedade civil, decidir não mais tolerar que as televisões voem como abutres famintos de câmara na mão, quando cheira a sangue. Este voyeurismo televisivo pode ser tão ou mais horrendo que o próprio crime. Enquanto não existir alguma regulação para proibir este triste espectáculo, assistiremos ao degradar da comunicação social com todas as  consequências a isso inerentes.

As “Tânia Laranjo” desta vida, prestam-se a um serviço de tal forma humilhante que vendem a dor dos outros e da sociedade em geral em algo que chamam de informação. Mas aquilo a que assistimos, é nada mais que uma pura prostituição jornalística revestida em interesse público.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub