Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Melhor Política

Melhor Política

Mudam de género ? Sim senhor muito bem mas agora paguem.

Como os outros que são iguais a vós.

Sérgio Guerreiro, 28.01.20

 

AF3B1723-CA01-4105-938B-9FE30ECB9DC5.png O PS quer introduzir uma norma no OE 202O para quem quiser mudar o seu género e consequentemente o nome no registo civil, deixar de pagar emolumentos. O que antes custava 200€, agora pode não custar nada.Nada contra quem o queira o fazer, mas sempre contra a fazê-lo às nossas custas.

Uma Associação Cultural de direito privado sem fins lucrativos que promova o seu objecto social na área cultural tem que pagar todos os emolumentos necessários. Desde a sua constituição ( obrigatório em Notário) até ao seu registo e não é nada barato, e se quiser mudar a sua sede para outro distrito que não o inicial por várias razões, paga.

Um sujeito  normal (contribuinte como gostam de lhe chamar) pagador de impostos para obter o seu cartão de cidadão ou por exemplo um simples registo criminal, paga.

Uma micro empresa e outras, que criam empregos e pagam impostos ( e não são poucos) para obter uma certidão comercial por exemplo, paga.

Mas que justificação pode haver para quem queira mudar de géner,  ter à  “borla” o que os outros não têm?

A justificação é só uma.

Tudo se faz para alcançar votos e agradar  mais uma vez  a alguma esquerda  mais radical que vai aplaudir entusiasticamente esta proposta.

E nisso o PS é exímio. Em agradar...

Se alguém quer pelas mais variadas razões mudar de género, pois que o faça. Teve legitimidade para adquirir esse direito,  reclamado-o e bem, de se sentir pleno na dignidade da sua pessoa humana. Mas a dignidade da pessoa humana em lutas desta natureza que eu tanto aplaudi, como aplaudi por exemplo o casamento entre pessoas do mesmo sexo, é limitador? Só se lutou para obter o reconhecimento social, político e legislativo ? E os deveres enquanto cidadão já de pleno direito e com a luta reconhecida? Isto é só reconhecer um direito e pronto. Deveres? Esqueçam lá isso. Então porra, paguem porque mudar de género, desculpem lá qualquer coisinha, não é ser aleijadinho. Nem nunca foi.    Mudar de género foi uma conquista civilizacional onde incluem os deveres.

São pessoas  e seres iguais a nós, que lutaram por esse direito.

Então pagam como nós, porque ser igual e querer ser igual,  não é só reclamar para o ser, é também participar como nós nos deveres de cidadania. E um deles é pagar. Não pode haver privilegio algum.

 Mas não devemos nunca esquecer.

Que tudo o  que para uns é de borla, são os outros que acabam por pagar.

E já se sabe quem é.

Nós, que não mudamos de género...isto é assim meus senhores, ou há moralidade ou comem todos.

 

A fotografia ilustrativa do tema é de Gary Waters