Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Melhor Política

Melhor Política

E o estado não se reforma?

Janeiro 31, 2020

Sérgio Guerreiro

CC784950-EF8D-4A21-A7C2-EC471525A6B7.png

Será que viverei o suficiente para ver a tão desejosa reforma do estado ? Será que isso ainda será na minha época?

Não sei, mas gostava que fosse. Tudo porque, é sempre a minha opinião, que estou certo em dizer que não aguentamos um estado como este e da forma como ele está.

E como é que ele está ? Está gordo e é gastador.

Não aguentamos isto.

É urgente uma reforma profunda do estado, e até por que não, de algumas das suas funções e obrigações Constitucionais.

Por exemplo, um serviço público de rádio difusão. Mas para quê? Ou por outra forma, para quê este serviço público de rádio e televisão que é um alcoólico compulsivo dos dinheiros dos contribuinte? Mais . Só a RTP leva para casa cerca de 52% (mais ou menos) do orçamento da cultura em 2020. Dinheiro nosso. Se isto não é massacrar os Portugueses...caramba.

Mas, como é natural e obvio para que a reforma do estado fosse de alto a baixo assim como começar do zero, seria necessário uma revisão Constitucional profunda e disso acho que ninguém gosta de falar porque  também poucos a querem fazer e muito menos discuti-la. Mas que se devia, devia. 

Não terá o estado muita coisa a seu encargo que não deveria ter? Não pagará o estado (contribuintes portugueses) a gente a mais que não deveria pagar?

Não terá o estado nada a mais e que possa deixar de ter para depois deixar de se pagar? Não estará o estado (contribuintes portugueses) a pagar a quem não tenha ou deva receber ? Não aguentamos muito tempo com isto assim. Não há impostos que cheguem para sustentar os vícios do estado e alimentar tanta gente.

Sim. Há gente a viver à conta do estado.  Isto é o mesmo que dizer, à conta de todos nós. E essa gente tem nome e tem cara e anda aí feliz e contente. Eu também ando, mas pago para andar.

Portanto, é urgente olhar para o Orçamento de Estado e ver ponto a ponto, rubrica a rubrica, ver onde se gasta e não se devia gastar, ver a quem se dá e não se devia de dar... em poucas palavras, ver quem nos anda “chular” só assim poderemos ter uma sociedade mais justa e mais equilibrada. É só assim seria possível (no meu sonho) pagarmos todos menos impostos!

 Meus senhores e minhas senhoras.

Um dia, o povo revolta-se e vem para a rua e aí já se sabe. Não brinquem com a malta. Isto é tudo muito da paz mas um dia ... uiii uii!!

Ou estarei eu a delirar?

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub