Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Melhor Política

Melhor Política

A do folar cópio carranchano.

Abril 02, 2021

Sérgio Guerreiro

22D5C245-E9FD-4C2C-BACE-6E6E5D2D6169.png

Isto é como quem diz, boa páscoa amigo na língua minderica.

 

Este é dos idiomas em perigo de desaparecer. A língua materna que não pode ser esquecida nem se deve perder pelo tempo, está sob ameaça e com necessidade de salvação.

 

A sua promoção, bem como a sua conscientização da diversidade cultural e linguística, é uma das razões da comemoração do dia Internacional da Língua Materna a 21 de Fevereiro introduzida pela UNESCO em 1999.

 

A resolução 56/262 da ONU ( Organização das Nações Unidas) que veio promover a proteção de todas as línguas usadas pelos povos, é a mais evidente constatação da importância da língua materna e dos dialetos.

Tudo isto nasce no Bangladesh que lutou pelo reconhecimento da língua bangla.

 

A ameaça do desaparecimento da língua materna, significa também a perda da identidade cultural de um povo e o seu uso nos últimos séculos tem vindo a ser cada vez menos usual. 

 

Actualmente há cerca de 7000 idiomas espalhados pelo mundo, prevendo-se que em 2100, cerca de 3500 tenham caído em uso ou mesmo desaparecido.

 

Sendo que as línguas e os dialetos só sobrevivem por causa dos seus falantes, a questão essencial é saber-se como dar continuidade ao uso dessa mesma língua e do dialecto, como parte integrante da história e como forma de identidade de um povo.

 

Portugal é um países com grande diversidade linguística, que não sendo considerada oficial não têm qualquer tipo de apoio. 

Há vários  casos de línguas e dialetos em Portugal em perigo de extinção; 

 

  • O Minderico- língua falada em Minde
  • O Barraquenho- língua falada em Barrancos
  • O Ladino- idioma judeu/espanhol de Belmonte
  • O Caló- idioma do povo cigano, que provém do idioma “ Romani”

 

Sendo como se disse atrás, línguas não oficiais, significando que não há apoios por parte dos organismos públicos, é de difícil publicação algum material de estudo como dicionários e outros elementos essenciais à preservação destes idiomas que não são lecionados em escolas. No caso do minderico, em 2015 nasceu um dicionário bilingue e bidireccional, Piação - Português e Português - Minderico, criado e editado pelo CIDLeS - Centro Interdisciplinar de Documentação.

 

Se damos cada vez mais  importância, e bem, à extinção das mais variadas espécies do reino animal e vegetal, não será menos importante reconhecer também a necessidade de manter viva a língua.

 

A comunidade tendo aqui um papel de extrema relevância na continuidade do uso da língua até ao dia que isso seja possível, não será descabido dizer-se que os apoios culturais no que a esta matéria diz respeito, estão muito aquém do necessário para que as gerações futuras possam conhecer o seu passado, podendo também eles falar a língua dos seus avós e bisavós, permitindo com isso que não se quebre a corrente cultural de um povo que deverá ser parte integrante da memória individual.

 

Por isso, e para que se possa manter de alguma forma viva a identidade de uma região, seria de pensar a existência de apoios regulares quer por parte do poder central quer também por parte do poder local, para as localidades  dos falantes de alguns destes idiomas do país que estão em risco e sob ameaça, bem como, se considerar como uma disciplina nas escolas.  

 

Valerá a pena portanto pensar e apostar nisto , porque é da nossa história e do nosso futuro identitário que se trata.

Não se dando atenção aos valores que o povo nos vai deixando, a nossa essência vai paulatinamente morrendo não permitindo que possamos conhecer quem realmente somos e de onde viemos. 

 

Mais uma vez e para todos vós , “a do folar cópio carranchano”. ( Boa páscoa amigo )

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub